Mila Kunis fala sobre produtores machistas

Algumas atrizes já denunciaram publicamente o machismo existente em Hollywood, Jennifer Lawrence e Patricia Arquette foram duas delas, agora quem fala sobre o assunto é Mila Kunis.

mila-kunis

Mila fala sobre o sexismo na indústria em carta aberta, sobre os desafios que enfrenta por ser mulher em Hollywood e denuncia as atitudes machistas de alguns produtores que passaram por seu caminho em sua trajetória profissional.

Inclusive, conta que já foi ameaçada quando se negou a posar seminua na capa de uma revista masculina para promover determinado longa-metragem. Ao negar o convite, a atriz ouviu que “nunca mais trabalharia” em uma produção cinematográfica novamente de um produtor (que não teve o nome revelado).

Me senti objetificada e pela primeira vez na minha carreira eu disse não. O filme acabou fazendo sucesso e fui chamada para outras produções. Ou seja, o mundo não acabou.”

“Durante minha carreira, houve momentos em que eu fui insultada, recebi menos, fui diminuída por causa do meu gênero. Fui ensinada que é preciso jogar com a regra dos garotos para uma mulher fazer sucesso nessa indústria. Mas quanto mais trabalho, mais vejo que isso é bobagem”, disse Mila Kunis.

“Durante o processo para apresentar este novo projeto de série de TV para uma grande rede, muitos e-mails foram trocados”, Kunis recebeu a seguinte mensagem: “Ela é uma grande estrela. Uma das maiores atrizes de Hollywood que em breve será a esposa de Ashton [Kutcher] e a mãe de um bebê!!!’“. A atriz conta que se sentiu reduzida ao status de “esposa de um famoso” e não gostou de ser julgada por esse fato ao invés de seu talento.

“Ele reduziu o meu valor a nada mais do que o meu relacionamento com um homem bem sucedido  e minha habilidade de gerar filhos. Ele ignorou minhas significantes contribuições logísticas e criativas”, contou a atriz.

Fonte: Filmow

Agora Juntas convida para ocupação feminista no Instituto Rose Marie Muraro

(…) agora conseguimos nosso sonho de um espaço pra começar a colocar o conceito na prática, um Instituto estabelecido pra preservar a memória e os estudos feministas no Brasil, o Instituto Rose Marie Muraro. Decidimos fazer uma ocupação colaborativa nesse instituto por várias razões, a solidariedade feminista sendo uma e a importância de promover um espaço público de conhecimento feminista sendo outra, a necessidade de entender mais como seria uma casa colaborativa feminista sustentável de fato também.

Nosso lançamento é essa sexta feira, dia 11 no Instituto que fica na Gloria e queríamos convidar vcs pra conhecer o espaço, nosso sonho, nos, e colar com o projeto. Ao longo de 5 semanas a partir de sexta feira, nossa ocupação diária (exceto domingo) terá mais que 13 debates, oficinas, filmes, palestras, bazaars, cursos, reuniões de coletivos, sessões de terapia, enfim! Abrangendo os temas de memória feminista, ginecologia natural, violência, música, bruxaria, direitos reprodutivos, jovens feministas, livros, economia colaborativa e solidária feminista, enfim. Recebemos tantas propostas incríveis que ainda precisamos ler várias vezes pra entender a maravilhosidade.

A melhor coisa desse projeto tem sido de conhecer muitas mulheres incríveis, cada uma de sua forma inspirando e dialogando com muita gente ao seu redor, muitas delas participando em movimentos, coletivos, ou criariam seus próprios projetos, iniciativas ou empresas. Nós mulheres somos múltiplas, somos diversas e diferentes, uma da outra, mas uma coisa que todas nós sabemos fazer é resistir. Diariamente. E com muita criatividade! Convoco a todxs vcs a divulgarem nossa ocupação e a comparecer o lançamento dia 11 às 18hs! E ficar ligadxs pra programação fechadinha e completíssima 🙂

Um agradecimento super especial pras meninas do AJ que participam nesse sonho comigo.”

(Ani Phoebe)

AGORA JUNTAS
Ocupação Feminista
Instituto Cultural Rose Marie Muraro
R. Hermenegildo de Barros, 44, Santa Teresa, Rio de Janeiro
De 11 de Novembro a 16 de Dezembro de 2016
Horário: das 18 às 22h

Participe do evento: AQUI

SUPER-HEROÍNAS OU SUPER-SEXUALIZADAS?

Já parou para pensar na representação da mulher nos games e no cinema?
Veja a imagem abaixo.

13882669_10210022397338830_7145753890766427966_n

E se fosse assim? Achou absurdo? Por que as mulheres precisam estar seminuas enquanto os homens estão cobertos?
Veja os heróis fazendo as poses as heroínas.

tumblr_nci2hiawxg1qf62bao1_r1_1280

tumblr_nbp8rhzi431rmx3kqo1_1280

tumblr_n7ih0enph51rmx3kqo1_1280

tumblr_n06mitufw71rmx3kqo1_1280

tumblr_mzpei7ezod1rmx3kqo1_1280

tumblr_mzn92krgnv1rmx3kqo1_1280

tumblr_mfylm8e7bs1rccquzo1_1280

tumblr_mehimgkwyi1qiedleo1_500

Fonte: http://thehawkeyeinitiative.com

Leia mais: 7 dicas para não sexualizar uma heroína em HQs

Confira mais desse debate: https://youtu.be/vlMy5fFgCQo