Mila Kunis fala sobre produtores machistas

Algumas atrizes já denunciaram publicamente o machismo existente em Hollywood, Jennifer Lawrence e Patricia Arquette foram duas delas, agora quem fala sobre o assunto é Mila Kunis.

mila-kunis

Mila fala sobre o sexismo na indústria em carta aberta, sobre os desafios que enfrenta por ser mulher em Hollywood e denuncia as atitudes machistas de alguns produtores que passaram por seu caminho em sua trajetória profissional.

Inclusive, conta que já foi ameaçada quando se negou a posar seminua na capa de uma revista masculina para promover determinado longa-metragem. Ao negar o convite, a atriz ouviu que “nunca mais trabalharia” em uma produção cinematográfica novamente de um produtor (que não teve o nome revelado).

Me senti objetificada e pela primeira vez na minha carreira eu disse não. O filme acabou fazendo sucesso e fui chamada para outras produções. Ou seja, o mundo não acabou.”

“Durante minha carreira, houve momentos em que eu fui insultada, recebi menos, fui diminuída por causa do meu gênero. Fui ensinada que é preciso jogar com a regra dos garotos para uma mulher fazer sucesso nessa indústria. Mas quanto mais trabalho, mais vejo que isso é bobagem”, disse Mila Kunis.

“Durante o processo para apresentar este novo projeto de série de TV para uma grande rede, muitos e-mails foram trocados”, Kunis recebeu a seguinte mensagem: “Ela é uma grande estrela. Uma das maiores atrizes de Hollywood que em breve será a esposa de Ashton [Kutcher] e a mãe de um bebê!!!’“. A atriz conta que se sentiu reduzida ao status de “esposa de um famoso” e não gostou de ser julgada por esse fato ao invés de seu talento.

“Ele reduziu o meu valor a nada mais do que o meu relacionamento com um homem bem sucedido  e minha habilidade de gerar filhos. Ele ignorou minhas significantes contribuições logísticas e criativas”, contou a atriz.

Fonte: Filmow