Vítima de estupro limpa o sangue na roupa do agressor e prova garante sua condenação

Numa atitude desesperada, uma mulher de 58 anos, atacada enquanto levava seu cachorro para passear, acabou contribuindo para que seu agressor fosse preso. Vítima de estupro e extremamente machucada por um homem de 18 anos, ela decidiu limpar o sangue vindo de seus ferimentos. As informações são do site de notícias “Daily Mail”.

O crime, cometido no dia 15 de julho em Cumbria, na Inglaterra, acabou levando Jack Walker à cadeia pelos próximos 11 anos. Sob ameaças de esfaqueá-la até a morte, Walker teria puxado a vítima pelo cabelo, batido nela diversas vezes e depois a colocado contra a sua vontade ao chão, onde a estuprou.

Apesar das súplicas da mulher, a violência continuou, e ela decidiu passar seu próprio sangue nas roupas do agressor, o que levou a polícia a identificá-lo. “Como resultado, a evidência provou que ele cometeu o delito de maneira inquestionável. Depois de negar inicialmente as acusações, ele não teve outra escolha a não ser se declarar culpado”, disse Isla Chilton, promotora.

Segundo o detetive Jim Grattan, a sentença de 11 anos é motivo de comemoração. “Não há desculpa para ações impensáveis de Walker e eu estou contente que esteja enfrentando uma sentença significativa por seus crimes. A vítima estava inocentemente andando com seu cachorro quando Walker a forçou e começou seu ataque brutal. Ela tem mostrado verdadeira bravura durante a nossa investigação”, disse.

Fonte: Extra

 

Qual é a puta mais jovem que vc tem?

Prostituição não é escolha. Prostituição é exploração.
A vulnerabilidade social, situação de pobreza e a falta de assistência educacional e psicológica são as principais razões para que jovens sejam vítimas do aliciamento.

12049550_1053031188063307_1576022396851566429_n

O Brasil (estando somente atrás da Tailândia) é o país onde existe a maior quantidade de crianças entre 10 e 15 anos ligadas à exploração sexual infantil. A Unicef fala entre 250 a 500 mil, as fontes menos otimistas dizem que o número pode chegar à casa dos 2 milhões.

Via: O Roubo da Pitangueira

Vamos Juntas? vai virar livro!

O movimento-tudo-de-bom “Vamos Juntas?” criado por Babi Souza vai virar livro!!

Vamos Juntas? criado no Facebook no final de julho de 2015 e, seis meses depois, já conta com 285 mil seguidores. A ideia é simples, de fácil implantação e, infelizmente, ainda necessária. “Na próxima vez que estiver em uma situação de risco, observe: do outro lado pode estar outra mulher passando pela mesma insegurança. Que tal irem juntas?” é o lema do movimento criado pela gaúcha Babi Souza – e que recebe cerca de 80 relatos de assédio diariamente. Um livro mesclando depoimentos e discussões sobre temas como sororidade, feminismo e empoderamento da mulher será publicado em março pela Galera Record. Vamos Juntas?, de Babi, terá prefácio de Márcia Tiburi e orelha de Juliana Faria, do Think Olga.

Curta e participe: Vamos Juntas?

Fonte: Estadão

Ser mulher é… Parte I

Ser mulher é: não ter direito à liberdade de andar sozinha sem temer por sua vida.

“Eles te acharam bonita, o que você pode fazer?” Infelizmente, o que aconteceu com a Bia também acontece com milhares de outras mulheres. A cultura do estupro e da violência contra a mulher parece algo normal para muitas pessoas da nossa sociedade. Nós merecemos respeito, e não queremos ter medo de sair sozinhas na rua. Quem disse que mulher não pode andar sozinha? Quem disse que a mulher que anda sozinha está “pedindo para levar uma cantada” ou “pedindo para ser abusada”

HQ fala da naturalização do estupro com metáforas do dia a dia

As editoras do site Everyday Feminism criaram as tirinhas abaixo para mostrar como várias desculpas que nossa cultura julga totalmente razoáveis quando o assunto é violência sexual não fazem o menor sentido em ações muito mais corriqueiras. “Se não queria, não se vestisse daquele jeito”, “Mas antes elx estava a fim”, “Ajoelhou, tem que rezar” e outras tantas barbaridades… Nada justifica um ato de violência.

Tá a fim de assistir Pulp Fiction? Claro! Meia hora depois... Então, eu não curti muIto, vamos fazer outra coisa. Nada disso! Você disse que ia ver esse filme, então agora você vai ficar até o fim! Obrigado por me emprestar seu carro! Magina! Uma semana depois... O que você está fazendo? PEGANDO SEU CARRO EMPRESTADO! VOCÊ DISSE QUE EU PODIA! vOCÊ NÃO PODE EMPRESTAR MEU CARRO SEMPRE QUE QUISER! nADA DISSO! vOCÊ DISSE QUE EU PODIA UMA VEZ, ENTÃO EU POSSO EMPRESTAR SEMPRE! eu gosto tanto dessa música do mumu santos! No meio da noite... aaaaargh! que quié isso? Você disse que gosta dessa música! sim, mas eu não quero escutá-la quando estou dormindo! ... e esse é o desenho da tattoo que eu quero fazer um dia. bem aqui. Enquanto ele está inconsciente... mas você me tatuou depois que eu capotei? qual é o seu problema? Você falou que queria! não quando eu estava incons- ciente e não sabia o que estava acontecendo! Obrigado por fazer o almoço pra mim, amor! No dia seguinte... Ué, cadê o almoço? eu não estou com vontade de cozinhar. que tal você fritar um bife? você é minha esposa e é sua obrigacão cozinhar pra mim! agora trata de me fazer uma feijoada ou você vai se arrepender! Aqui, comprei um baralho! agora vou te ensinar a jogar truco. Legal! Pouco depois... agora que eu aprendi a jogar, acho que não gostei muito desse jogo... você não pode me chamar até aqui pra jogar baralho e depois ficar sem vontade de jogar! eu me abalei até aqui por você, então agora você trata de jogar comigo! Mano, vem cá, segura isso. Pouco depois... peraí, eu não quero ficar carregando isso tudo, parou! ué, você está com roupa de marombado e tá mostrando seus músculos. você tá pedindo pra carregar peso! não vem me culpar por isso! Fonte: Lado Bi